POESIA EM FOTO








 Fotos: Fábio Brito- Cachoeiro e Vitória-ES - dez, 2010


                                                                        Foto: Pedro Rossi

                                                Foto: Pedro Rossi

Foto: Pedro Rossi

Foto: Pedro Rossi


                                Foto: Pedro Rossi (2010)
  Foto: Pedro Rossi (Roma, 2010)
Foto: Pedro Rossi (Roma, 2010)



                                          Fotos: Paulo Guedes (2010)

12 comentários:

  1. Querida Graça,

    Parabéns pelo blog, amei!
    Que bom que pessoas inteligentes e sensíveis como você possa nos dar o prazer de desfrutar das coisas belas, tão ameaçadas pela aridez atual.
    Amo a poesia em fotos!
    Beijos! Rosangela

    ResponderExcluir
  2. Oi, Rosangela,

    Que bom que você apareceu por aqui.
    Obrigada pelas palavras, quanta saudade de nossos papos na serra capixaba, aquelas paisagens são verdadeiras poesias.
    Venha sempre, enquanto por aqui estivermos terá sempre Poesia e Prosapopeia.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Graça, querida, quanta beleza para começar o ano!
    Beijos imensos.
    Fábio Brito

    ResponderExcluir
  4. Belíssimas fotos... Poesias aos olhos!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sabryni, que bom que vc gostou, o Pedro é o meu filho.
    Beijos,

    ResponderExcluir
  6. Olá, Graça, até parece que foi ontem que nos conhecemos. Lembra de mim ? Pelo jeito vc vai bem, pelo blog tão inspirado. Gostei de te encontrar. Vou tentar assinar meu nome, se não apanhar da tecnologia. Quaquer coisa eu volto. Abs. Enéas

    ResponderExcluir
  7. My dear Graça,

    lembro bem das aventuras do quarteto: você, João, eu e Ombretta. Depois outras. Grandes tempos! Naquela época pensava que esta idade em que estamos não chegaria nunca... mas chegou! E agora José? Sobrou um montão de lembranças e uma renca de risadas. Nada poético, mas muito técnico. Saudades de tudo. Abraços, Fernando.

    ResponderExcluir
  8. Fernandoooo!

    Que alegria, pensei que você poderia não aparecer por aqui. Me deixou, de fato, muito contente.

    E quem disse que poético não rima com técnico, e, por sua vez, também pode rimar com saudade.
    Saudade de tudo, de tudo mesmo, você nem imagina o tanto.
    "tempo, tempo, tempo tempo..."
    Um abraço,

    ResponderExcluir
  9. Fernando Françoso11 de abr de 2011 13:44:00

    Nossa! Que coisa boa a gente saber que nos ajudamos a ser hoje o que somos.

    Mande notícias da família.

    Mando aqui as minhas: minha mãe está com 85 - com a corda toda - estou com 59, uma filha de 29, morando em Brasília, juntado há 27 anos e dois netos. Ah, mais um enteado com dois filhos.

    Viu como tempo passa?

    Abraços, Fernando.

    ResponderExcluir
  10. Fernando Françoso15 de abr de 2011 22:15:00

    Pô meu, o cê não responde?

    ResponderExcluir
  11. Fernando, desculpe, não tenho vindo ao blog, e não tinha lido seu comentário. Fico muito contente por saber que você tem passado por aqui e me atualizado com suas notícias surpreendentes, como você.
    Um beijo,
    Graça

    ResponderExcluir
  12. Não me canso de tantas fotos belíssimas. Que presentão, minha amiga! Beijos, beijos. Fábio Brito

    ResponderExcluir